Home » As Margens da Alegria by João Guimarães Rosa
As Margens da Alegria João Guimarães Rosa

As Margens da Alegria

João Guimarães Rosa

Published 2010
ISBN : 9788520922323
ebook
24 pages
Enter answer

 About the Book 

As margens da alegria, um dos contos do clássico Primeiras estórias, ganha ilustrações de Nelson Cruz e projeto editorial diferenciado para conquistar outras gerações de leitores e possibilitar novas leituras. Afinal, Primeiras estórias constitui,MoreAs margens da alegria, um dos contos do clássico Primeiras estórias, ganha ilustrações de Nelson Cruz e projeto editorial diferenciado para conquistar outras gerações de leitores e possibilitar novas leituras. Afinal, Primeiras estórias constitui, certamente, o melhor livro para iniciação em Guimarães Rosa. Sem deixar de apresentar os rasgos estilísticos inseparáveis de sua obra, o autor monta uma estrutura que torna toda a pesquisa, com a qual renovou a linguagem literária brasileira, mais assimilável pelo leitor, em sua primeira trajetória pelo conto curto.As margens da alegria desenrola-se numa região não especificada, mas reconhecível, embora o seu cenário seja apenas esboçado. E isso porque, como há um estilo Guimarães Rosa, há também um mundo Guimarães Rosa perfeitamente identificável, no sentido de que sua obra criou um âmbito próprio, um espaço geográfico e temporal que não se demarca por latitudes e longitudes. Em Guimarães Rosa, o cenário, os personagens, o mundo, o sertão e a cidade são míticos, mesmo quando revelam suas facetas.Nesta edição, respeitamos a grafia peculiar do autor e fizemos apenas, porque posteriores ao falecimento do escritor, as alterações de grafia decorrentes das reformas ortográficas instituídas em 1971 e 1990, a última em vigor a partir de 2009. Num primeiro momento, foram abolidos o trema nos hiatos átonos, o acento circunflexo diferencial nas letras e e o da sílaba tônica de palavras homógrafas e o acento grave com que se assinalava a sílaba subtônica em vocábulos derivados com o sufixo –mente e –zinho.Agora a mudança foi um pouco maior: retiramos os tremas, os acentos agudos dos ditongos abertos éi e ói de palavras paroxíto- nas, o circunflexo dos encontros vocálicos êe e oo, além de alguns acentos diferenciais remanescentes. Quanto a outras grafias em desacordo com o formulário ortográfico vigente, manteve-se, nesta edição, aquela que o autor deixou registrada na edição-base. Utilizamos ainda outras edições tanto para corrigir variações indevidas como para insistir em outras. Essas grafias em desuso podem parecer simplesmente uma questão de atualização ortográfica, mas, se essa atualização já era exigida pela norma quando da publicação dos livros e de suas várias edições durante a vida do autor, partimos do princípio de que elas são provavelmente intencionais e devem, portanto, ser mantidas.Para justificar essa decisão, lembramos aos leitores que as antigas edições da obra de Guimarães Rosa apresentavam uma nota alertando justamente para a grafia personalíssima do autor e que algumas histórias registram a sua teimosia em acentuar determinadas palavras. Além disso, mais de uma vez em sua correspondência, ele observou que os detalhes aparentemente sem importância são fundamentais para o efeito que se quer obter das palavras.